Carência Unimed

Muitas pessoas se perguntam o que seria a carência no plano de saúde, e a Group Saúde vem por este post explicar essa dúvida, e como funciona a Carência Unimed. Além disso, segundo a Agência Nacional de Saúde Suplementar é o tempo necessário para que o beneficiário tenha acesso a determinadas coberturas previstas após a contratação do seu plano.

Entenda porque existe a carência

As operadoras de planos de saúde são empresas privadas que atendem milhares de clientes que necessitam de seus serviços. A carência é essencial para a sobrevivência das operadoras e seguradoras do mercado.

Supondo que a carência não existisse e uma pessoa sem plano de saúde descobrisse uma doença grave que fosse necessário fazer uma cirurgia, ele contrataria o plano de saúde hoje por um valor mensal de R$250,00 por mês. Após isso agendaria um médico e marcaria a sua cirurgia que seria feita por um médico, em um hospital particular, com equipamentos e equipe médica, após a cura do seu problema o cliente cancelaria o plano de saúde, pois ele não precisa mais dele.
Resumindo o cliente contrataria o plano de saúde somente quando ele precisasse, se trataria e cancelaria após o tratamento sem sobrar fundos para a operadora de saúde se manter.

A conclusão é que a carência é o que garante que a operadora tenha clientes mensais com um preço justo, lembrando que o plano de saúde é como se fosse um seguro auto, o beneficiário paga por segurança, mas no fundo não quer utilizar.

Plano ar + Ambulatorial

Se o plano for aquele que junta assistência médicoambulatorial e ar com obstetrícia e acomodação em enfermagem ou apartamento, após 24 horas da vigência do contrato, os atendimentos de urgência e emergência são ilimitados.

Plano Ambulatorial

Caso o plano seja de cobertura apenas ambulatorial, o atendimento se estende até as 12 horas iniciais. Após esse período e caso haja necessidade de internação, o paciente passa a assumir as despesas.

Documentos necessários para a Redução de Carência no plano de saúde Unimed

Os documentos solicitados são:

  • Cópia dos últimos três boletos pagos com a cópia do contrato anterior ou uma xerox da carteirinha caso haja data de início na mesma.
  • Xerox da Carta de Permanência da última operadora que prestava serviços, onde há todas as informações do plano anterior, constando a data de entrada, data de saída (se o plano já estiver cancelado), tipo de acomodação, nome da categoria entre outros.

Aproveitamento de carência x Portabilidade de carência

Aproveitamento de carências é sinônimo de aproveitar parcialmente as carências de outras operadoras de saúde, ou seja, entrar com carência reduzida no novo plano.

O aproveitamento de carências ocorre para planos de saúde de pessoa física e para os coletivos empresariais entre 01 e 29 vidas e é possível migrar de plano de saúde aproveitando parcialmente as carências, de acordo com o tempo de contrato.

Além disso, essa facilidade ocorre também em planos coletivos por adesão. A Group Saúde oferece todos esses modelos de planos, para contratá-los o cliente pode solicitar uma Cotação Online ou ligar para o telefone 11 3977-4530. O cliente também pode entrar em contato com a corretora pelo Whatsapp 11 95323-3038

Quando um cliente cancela o plano de saúde Unimed , sendo pessoa física ou jurídica, e deseja recontratá-lo em seguida, o aproveitamento de carências também é possível. Mas isso ocorre dentro de um período igual ou inferior a 30 dias da data do cancelamento.

A publicou a Resolução Normativa 438/2018, que começou a valer em Junho de 2019, sobre portabilidade de carências.

Sendo assim, essa resolução diz que os clientes, independente da natureza do plano, podem mudar de origem ou operadora sem a necessidade de cumprir carência, desde que preenchido alguns pré-requisitos.

Com a nova regra, o cliente terá a possibilidade de portar aproveitando as suas carências para quaisquer tipos de contrato, inclusive os coletivos empresariais.

Como pré-requisitos básicos, é necessário ter no mínimo 2 anos de permanência no plano para solicitar a portabilidade. Porém, se o beneficiário tiver cumprido Cobertura Parcial Temporária (CPT), deverá ter, no mínimo, 3 anos para a primeira portabilidade.

CPT

A CPT é o período sem interrupções de até 24 meses, sendo contado a partir da data da contratação ou ao plano de saúde, em que fica suspensa a cobertura de procedimentos de alta complexidade, leito de alta tecnologia e procedimentos cirúrgicos. Mas é exclusivo para doenças ou lesões preexistentes declaradas pelo consumidor ou representante legal no ato da contratação do plano.

Carência do

  • 24 horas para os casos de acidentes pessoais
  • 30 dias para os casos de consultas médicas e exames ambulatoriais de rotina (patologia clínica e raios X sem contraste)
  • 300 dias para partos a termo
  • 24 meses para internações e tratamentos de doenças e lesões preexistentes
  • 180 dias para internação clínica e cirúrgica e exames especiais.