Como marcar consultas durante a pandemia?

Como marcar consultas durante a pandemia?


Como marcar consultas durante a pandemia?

Diante do período de pandemia do novo coronavírus, muitas pessoas se perguntam como realizar seus compromissos médicos (exames, consultas, atendimento médico hospitalar, entre outros). A OMS (Organização Mundial da Saúde) recomenda que as pessoas fiquem em casa e apenas busquem serviços hospitalares em casos de urgência para evitar o avanço da Covid-19. Veja abaixo mais informações sobre Como marcar consultas durante a pandemia?

Saiba mais informações sobre Em quais casos ir aos hospitais?

Como marcar consultas durante a pandemia?

 
Para agendar consultas médicas e exames durante o período da pandemia do novo coronavírus, muitas operadores contam com plataformas digitas – sites e aplicativos – que disponibilizam acesso aos seus beneficiários que além de conseguir agendar consultas, também, podem buscar rede credenciada, 2º via de boletos, informações, carteirinha digital, entre outras funções que variam de acordo com o plano de saúde que o cliente possuí.

Os serviços online oferecidos pelos convênios normalmente contam com sites, porém, em alguns casos têm versão para celular Android e Iphone (iOS). A comodidade dessas plataformas digitais permites marcar exames, atendimentos com médicos, dentistas, fisioterapeutas, nutricionais, entre outras especialidades.
 

Telemedicina

 
Para auxiliar no atendimento e não expor os beneficiários dos planos de saúde a riscos desnecessários, algumas operadores estão aderindo a telemedicina, teleinterconsulta e telemonitoramento; através desses serviços online, os médicos conseguem atender e orientar seus pacientes com prescrições e encaminhamentos à distância. Essa ferramenta online é segurada pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), dessa maneira, além de promover segurança para os pacientes, as plataformas onlines seguras também ajudam a desafogar o sistema de saúde.

As regras dos serviços de telemedicina são regidas pela Resolução CFM nº 1.643/2002. Durante o período de pandemia de Covid-19, o CFM avaliou como importante reforçar o processo de aprovar algumas práticas que serão fundamentais para agilizar e contribuir com o atendimento médico online.

No dia 19 de março, o Ministro da Saúde viabilizou que os médicos realizem:
 

  • Teleorientação – encaminhamento de pacientes em isolamento;
  • Telemonitoramento – possibilita que, sob supervisão ou orientações médicas, sejam monitorados a distância parâmetros de saúde e/ou doença;
  • Teleinterconsulta – permite a troca de informações e opiniões exclusivamente entre médicos, para auxílio diagnóstico ou terapêutico.

Veja mais informações como sobre O que é Telemedicina?